Gala Pequeno Príncipe mobiliza apoiadores do Hospital de forma inovadora

No planejamento do Pequeno Príncipe para 2020 estava prevista uma grande edição do seu tradicional jantar de gala, para encerrar as comemorações pelo centenário da instituição. Mas a pandemia do coronavírus (COVID-19) mudou os planos e fez deste ano um dos anos mais desafiadores da história do Hospital. A celebração da vida, da coragem, da esperança e da solidariedade, no entanto, não podia deixar de ser feita. Assim nasceu o Gala Pequeno Príncipe 2020 – Uma Jornada pela Esperança. On-line, o evento será transmitido no canal da instituição no YouTube, no dia 18 de novembro, às 19h.

Em sua 11ª edição, o evento convida os apoiadores da instituição a continuarem mobilizados em prol da saúde infantojuvenil. Assim como nos anos anteriores, as investidoras filantrópicas do Pequeno Príncipe, Daniele Giacomazzi Behring e Amalia Spinardi Thompson Motta, estarão presentes, convidando suas redes de relacionamento a também se engajarem.

O Gala Pequeno Príncipe on-line terá como homenageada a médica Carolina Prando, pesquisadora do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que se dedica a estudar as imunodeficiências primárias e, mais recentemente, a relação dessa condição com a COVID-19. O evento também contará com a participação do chef Claude Troisgros, padrinho do Gala, e do cantor e ator Tiago Abravanel.

Na 16ª edição do Pequeno Príncipe News – Edição especial COVID-19, você saberá mais detalhes sobre o Gala. Também conhecerá as máscaras full face, uma nova tecnologia ligada a um respirador que reduz a necessidade de entubação de pacientes que necessitam de ventilação mecânica. “Com essas máscaras, reduzimos os riscos de alguma eventual lesão de traqueia e sequelas pulmonares, além de proporcionarmos mais conforto e diminuirmos o trauma que uma entubação pode gerar”, explica a vice-diretora de Enfermagem do Pequeno Príncipe, Junia Selma de Freitas. “Outro benefício é a redução da necessidade de sedação. Isso tudo sem comprometer a ventilação do paciente”, completa.

As máscaras são importadas e, inicialmente, seu uso foi indicado para os pacientes contaminados com coronavírus (SARS-CoV-2). Como a máscara envolve todo o rosto, apoiando-se nas estruturas ósseas da testa e do queixo, ela evita a dispersão de aerossóis – pequenas partículas microscópicas que ficam suspensas no ar e são liberadas na respiração e na fala. “A proteção das equipes de assistência é um benefício adicional desse modelo de máscara”, destaca Junia.

Boletim COVID-19
O Pequeno Príncipe News apresenta, ainda, um boletim informativo sobre os atendimentos de pacientes com casos suspeitos da COVID-19. Desde 4 de março até 6 de novembro, o Hospital investigou 978 pacientes com suspeita da doença e 141 casos foram confirmados. Destes, em 6 de novembro, um estava internado, recebendo todos os cuidados necessários, 77 foram encaminhados para isolamento domiciliar, 58 estavam recuperados e, infelizmente, cinco foram a óbito.

Clique aqui e confira na íntegra as notícias da 16ª edição do Pequeno Príncipe News – Edição especial COVID-19.