Pequeno Príncipe: 99 anos de pioneirismo e inovação

Completar 99 anos de atividades cuidando da saúde das crianças e adolescentes significa participar da história de inúmeras gerações. Significa, também, que ao longo dessa trajetória, o Pequeno Príncipe contou com voluntários, parceiros, colaboradores e gestores comprometidos com a excelência do trabalho realizado.

Desde o início das atividades, o pioneirismo esteve presente na história do Hospital. Ainda na década de 1930, preocupado com a capacitação das pessoas para o cuidado com a saúde, o Pequeno Príncipe inaugurou a Escola de Mãezinhas e a Escola de Enfermagem. No campo da pesquisa, destaca-se a criação do soro que salvou tantas vidas, resultado de um estudo iniciado pelo médico César Pernetta, em 1936, no Hospital de Crianças (unidade que deu origem ao Hospital Pequeno Príncipe). Pernetta criou o soro para hidratação de crianças com diarreia – a maior causa de mortalidade infantil à época. A ideia se difundiu e, na década seguinte, ficou nacionalmente conhecida como Soro Pernetta, usado em praticamente todos os serviços de saúde do Brasil. Um avanço em favor da vida que rapidamente extrapolou os muros do Hospital.

Ao longo da história, oferecer o que há de melhor para o atendimento em saúde só foi possível por meio da aplicação de descobertas científicas e da utilização de novas tecnologias. Foi assim também com o Pequeno Príncipe, que sempre buscou o que há de mais inovador na ciência e na tecnologia, sem esquecer de valorizar as relações humanas como centro do cuidado.

Hoje, na era do humanismo digital, quando a informação e a tecnologia se unem para trazer ainda mais avanços, o Pequeno Príncipe continua se modernizando para oferecer o que há de melhor a seus pacientes.

Porém, diferente de outros segmentos econômicos, em que a incorporação de novas tecnologias contribui para reduzir custos, a inovação tecnológica em saúde faz com que os investimentos sejam sempre maiores.

Em 2017, alinhado com suas diretrizes de sustentabilidade, segurança do paciente e inovação permanente, por meio de parcerias com o poder público e privado, o Hospital realizou novas aquisições de fundamental importância para diversas especialidades.

A medicina avança sempre. Assim como o Pequeno Príncipe, que sonhou e continua ousando ser um hospital que oferece aos seus pacientes muito além da assistência em saúde: pesquisa, inova, educa, forma novos profissionais, dissemina conhecimento e mobiliza a sociedade para transformar realidades.